Categorias
academia queime minha língua

Queime minha língua: e/ou é ou

E/ou é ou, o Ernane é um terror

(cancioneiro popular)

 

[aviso aos jornalistas: este texto contém um nariz-de-cera]

Adoro sinais gráficos. Sempre gostei do fuçar os caracteres especiais disponíveis para cada fonte em meu programa de edição de texto. Já soube de cor vários atalhos de teclado (hoje uso apenas alt+0150 e alt+0151 para traços de comprimento diferente). Mas alguns sinais desafiam a gramática, razão pela qual considero elegante evitá-los no texto.
Não estou falando do travessão, que sintaticamente pode ser equiparado aos parênteses. Essas são formas consagradas no texto escrito.
[fim do nariz-de-cera]

Minha birra do momento é o uso da barra: “relação ensino/aprendizagem”, “Fico grato se você puder me responder e/ou mandar material sobre o assunto”.
Na maioria dos casos, a barra é usada para esconder a falta de clareza ou a preguiça de digitar: “relação de ensino e aprendizagem”.
Mas o caso “e/ou”, ao contrário, é um desperdício de espaço.
Sei que vou contrariar alguns professores. Porém, como defendi em texto anterior, enquanto a “barbárie” não vence definitivamente, é dever do chato tentar convencer as pessoas a usar uma forma mais lógica ou tradicional.
“Lógica ou tradicional” não quer dizer que não se admitem as duas coisas ao mesmo tempo, certo?
Em termos de lógica formal, traduzimos essa ambiguidade do “ou” em duas formas: “ou inclusivo” (“quero algo bom ou barato”) e “ou exclusivo” (“bom ou mau”).
Ora, quando alguém usa “e/ou”, está dizendo “ou inclusivo” e apenas gasta dois caracteres a mais na vida de todo mundo. Ademais, na maioria dos casos, o contexto ajuda a perceber qual “ou” se aplica.
Aliás, no uso natural do português já existe uma estrutura correspondente à forma lógica “ou exclusivo”, para quando for realmente necessário esclarecer que não há a possibilidade de conjunção: “ou, ou”. “Ou você mata, ou morre”. “Ou você escolhe a boneca, ou o jogo, não vou pagar os dois”.

Portanto “e/ou é ou”. Ou é contraintuitivo demais?

13 replies on “Queime minha língua: e/ou é ou”

E/ou me parece uma herança dos cheques… mall aplicada, obviamente.
Eu diria que, na maioria dos casos, o ‘ou’ aparece com sentido excludente ao se empregar um ‘ou’ apenas…
Porém e antes de mais nada, é preciso saber o que se quer dizer…

No mais, bonito o blog!
Vamos nos veer dia desses.
Beijo!
Eu

A conclusão do professor de Direito é ótima: “Um absurdo jurídico-gramatical. Um OXIMORO. Um paradoxo.”

Obviamente, o uso de “e/ou” surgiu em contextos nos quais é importante que fique claro que não se trata do “ou exclusivo”. Em regimentos, planos de ensino, etc., pode ser útil. Não acho que seja aberração.

É como escrever “05 de dezembro” para que ninguém o transforme o “5” em “15” e/ou escrever “hum mil” em cheques para que ninguém transforme o “um” em “cem” puxando uma perninha.

É melhor se passar por burro que perder noventa mil reais…

Obrigado pela colaboração, Mitnel! Pretendo continuar buscando a clareza na comunicação por outras maneiras, evitando o uso do e/ou.

O que vocês interpretam no item abaixo E/OU?

5.6 Estará eliminado deste concurso o candidato que não obtiver o mínimo de 40% (quarenta por cento) do total de pontos atribuídos a cada prova de conhecimentos E/OU não obtiver o mínimo de 50% (cinquenta por cento) do total de pontos atribuídos ao conjunto de todas as provas, conforme o quadro do item 5.1.

Entrei na justiça pois obtive o total superior aos 50% exigidos e não fui aprovado.

Se alguém puder me ajudar nessa justificativa do E/ou me envia um email: brando.jus@hotmail.com

Olá, Brando, o problema aí parece ser no conceito de “aprovação”, quero dizer: o que o edital diz sobre os requisitos para aprovação? Concurso é complicado, geralmente os organizadores tentam se eximir contratualmente da obrigação de convocar todos os aprovados. Saudações!

Por que uma pessoa teria preguiça de digitar “e” e não “/”? Não entendi o argumento da preguiça

Oi! No caso, “relação ensino/aprendizagem” tem cinco caracteres a menos que “relação de ensino e aprendizagem”. Nada de mais ;^)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s