Categorias
academia livro

Entranhas da Gallimard

A editora francesa Gallimard comemora cem anos.

Trata-se de uma casa editorial extremamente relevante, um enorme catálogo dos principais autores do idioma francês (e com peso para garantir autores estrangeiros importantes). Guarda histórias como a recusa (e posterior renegociação) da publicação de Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust.

A editora do Pequeno Príncipe é homenageada em uma exposição da Biblioteca Nacional da França. Deve ser muito interessante (para quem gosta de livros velhos e anedotas sobre eles, o que é o meu caso).

O evento faz-me lembrar evidentemente de minha visita à sede da casa de publicação, em Paris. Pude apreciar uma sala de reunião com móveis tradicionais que eles mantêm para evocar os tempos em que Sartre era um dos autores vivos da empresa (o trabalho mesmo acontece em móveis moderninhos, sem cor de madeira).

Mas a cena mais marcante para mim, infelizmente, foi outra. Não sai de minha cabeça a ideia de que duas mulheres riram muito de minha cara de choque ao nos encontrarmos no banheiro unissex. “Caipira terceiro-mundista”, devem ter pensado. Ou é como eu sinto que estava escrito em minha face.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s