Categorias
academia livro política

Questão de aparência

O primeiro livro que comprei como estudante de Filosofia foi Jean-Jacques Rousseau – A transparência e o obstáculo, de Jean Starobinski. Seria um dos guias dos calouros no curso ministrado por alguém que o tempo consagraria como professora querida, Maria das Graças de Souza.

O livro (e, de certas formas, meu processo de formalização do pensamento) tem como ponto de partida o trauma da descoberta da separação entre “aparência” e “essência”.

No mesmo dia comprei um Nietzsche, antes que eu percebesse que “é modinha” e o deixasse mais à margem de minha formação.

Adquiri esse comentário sobre Rousseau na livraria Belas Artes, na Avenida Paulista. Essa e a Quinta Avenida formavam minha ronda naquela época.

A Companhia das Letras reedita esse livro em formato de bolso, menos careta do que aquele que tanto me agradou. Quem o quiser comprar na mesma região da capital paulista não vai encontrar nenhuma daquelas livrarias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s